Alberto Guerreiro Ramos e a autonomia dos estudos organizacionais críticos brasileiros: escorços de uma trajetória intelectual

Conteúdo do artigo principal

Gustavo Costa de Souza
Antonio Lima Ornelas

Resumo

O objetivo deste ensaio teórico é tributar a Alberto Guerreiro Ramos uma homenagem às vésperas de seu centenário. Nesse sentido, nossa abordagem consiste em realçar o vigor de sua obra percorrendo as principais contribuições epistemológicas, sobretudo no que diz respeito ao problema da racionalidade, que também é discutido sob a ótica dos teóricos críticos de primeira geração e de Jürgen Habermas. O debate focaliza, principalmente, os conceitos de racionalidade substantiva e comunicativa, como contraponto à vertente instrumental. A racionalidade instrumental, em seu caráter utilitarista, impessoal e mecanicista, tornou-se hegemônica na sociedade moderna industrial. Em oposição, surgem os conceitos de substantividade e comunicatividade, que, vinculados à psique humana por meio de atributos éticos e morais, constituem, provavelmente, a melhor alternativa sustentável para a reversão do processo de unidimensionalização. Ao confrontar o que escrevem Ramos e Habermas, tanto no que se refere à solução do problema da racionalidade como no que tange aos modelos de sociedade propostos por ambos, este ensaio teórico promove a conciliação das ideias do autor brasileiro com a teoria crítica atual, demonstrando suas complementaridades e delimitações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
de Souza, G. C., & Ornelas, A. L. (2015). Alberto Guerreiro Ramos e a autonomia dos estudos organizacionais críticos brasileiros: escorços de uma trajetória intelectual. Cadernos EBAPE.BR, 13(3), 438 a 461. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/cadernosebape/article/view/15869
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gustavo Costa de Souza, UFLA

Doutor em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento pelo IE/UFRJ; Mestre em Administração Pública pela EBAPE/FGV. Professor Adjunto da Universidade Federal de Lavras - UFLA

Antonio Lima Ornelas, UFRRJ/Fiocruz

Mestrando em Gestão e Estratégia pelo PPGE/MPGE/UFRRJ