[1]
A. Peci, “Práticas discursivas e formação de um campo ciêntifico: poder e (pré)conceitos no campo da genética”, Rev. Adm. Pública, vol. 37, nº 3, p. 569 a 590, jan. 2003.