Análise do impacto das políticas de (Des)oneração da folha de pagamento na economia brasileira

Autores

  • Alexandre Alves Porsse PPGDE/UFPR
  • Terciane Sabadini Carvalho PPGDE/UFPR

Palavras-chave:

desoneração da folha de pagamento, modelo EGC, impacto econômico

Resumo

A política de desoneração da folha de pagamento foi implantada em 2012, mas em 2015 o Governo Federal estabeleceu mudanças que representaram uma reoneração da folha de pagamento. O objetivo é avaliar os impactos econômicos dessas políticas por meio de simulações com um modelo de equilíbrio geral computável dinâmico para a economia brasileira. Os resultados mostraram que a política de desoneração implicaria em um ganho acumulado no crescimento do PIB de 0,34%, enquanto a reoneração levaria a uma perda acumulada de 0,37%. Esse resultado decorre das distorções setoriais da reoneração, que aumenta o custo da folha de pagamentos nos setores intensivos em capital, levando ao aumento do custo de produção desses bens e redução da taxa de investimento agregada.

Biografia do Autor

Alexandre Alves Porsse, PPGDE/UFPR

Economia Regional e Urbana

Modelos de Equilíbrio Geral Computável

Econometria espacial

Terciane Sabadini Carvalho, PPGDE/UFPR

Economia

Áreas: Modelos de equilíbrio geral computável

Economia Regional e Urbana

Economia do meio ambiente e recursos naturais

Modelos de Insumo-produto

Downloads

Publicado

2019-03-19

Edição

Seção

Artigos