Desempenho dos estudantes ao final do ensino médio: Mensurando a influência direta e indireta da educação dos pais

Autores

  • Janaina Rodrigues Feijó
  • João Mario Santos de França Professor do curso de Pós-Graduação em Economia (Caen/UFC). Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará/Secretaria do Planejamento e Gestão do Ceará (Ipece/Seplag CE).
  • Valdemar Rodrigues de Pinho Neto

Palavras-chave:

Desempenho Educacional, Escolaridade dos pais.

Resumo

Esse artigo investiga a relação existente entre escolaridade dos pais e desempenho acadêmico dos filhos, trazendo novos insights ao analisar os mecanismos subjacentes a esta relação e mensurar os efeitos “bruto” e “líquido” das combinações de escolaridade do pai e da mãe na performance dos filhos. Adicionalmente, investiga-se a existência de heterogeneidade desses impactos por gênero do filho. Os dados são oriundos dos microdados do Censo Escolar e do Enem, disponibilizados pelo INEP no ano de 2017. De acordo com os resultados, após controlar simultaneamente pela renda, tamanho da família, infraestrutura domiciliar e escola, a magnitude da influência da escolaridade do pai e da mãe diminuem consideravelmente. Além disso, em termos de efeito líquido, a escolaridade do pai e da mãe contribuem mais para as notas das filhas.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Edição

Seção

Artigos