Limites da utilização da ética e da RSE como estratégia empresarial

Autores

  • Olgierd Swiatkiewicz

Palavras-chave:

Responsabilidade social das empresas/RSE, Limites praxeológicos, Estratégia empresarial, Medida justa

Resumo

A tendência generalizada, reforçada pela pressão institucional, pela opinião pública e pelas iniciativas da concorrência, da inclusão da ética e da Responsabilidade Social na estratégia empresarial, faz com que, por vezes, não se olhe aos riscos e ameaças que isso pode trazer para o negócio. No presente texto propõe-se uma abordagem prática dos limites praxeológicos (submetidos aos critérios de eficiência e eficácia) da inclusão da ética e da Responsabilidade Social das Empresas (RSE) na estratégia empresarial, recorrendo à revisão da literatura sobre este assunto. No final, sem aprofundar a discutível questão da instrumentalização da ética, que deve servir os fins supremos da Humanidade, retoma-se os aspectos axiológicos desta problemática, sublinhando a importância prática da medida justa.

Downloads

Publicado

2009-10-12

Como Citar

SWIATKIEWICZ, O. Limites da utilização da ética e da RSE como estratégia empresarial. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, Rio de Janeiro, RJ, v. 8, n. 4, p. 2–9, 2009. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/rbpg/article/view/78837. Acesso em: 12 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos