Suinocultura e antropização da floresta ombrófila mista do oeste de Santa Catarina (décadas de 1910 a 1950)

Autores

  • Marlon Brandt Programa de Pós-Graduação em História e Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal da Fronteira Sul – Chapecó (SC), Brasil.
  • Miguel Mundstock Xavier de Carvalho Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal da Fronteira Sul – Chapecó (SC), Brasil.

Palavras-chave:

porcos, história ambiental, caboclos, colonização, paisagem

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar as transformações na paisagem da Floresta Ombrófila Mista (FOM) do Oeste catarinense, tendo como fio condutor a prática da suinocultura, entre o período que compreende o início da colonização, a partir de fins da década de 1910 até o final da década de 1950, quando o setor agroindustrial de produção de carnes se consolida regionalmente. Para isso, analisou-se uma variada tipologia de fontes, em diálogo com os preceitos da história ambiental.

Biografia do Autor

Marlon Brandt, Programa de Pós-Graduação em História e Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal da Fronteira Sul – Chapecó (SC), Brasil.

Doutor em História

Miguel Mundstock Xavier de Carvalho, Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal da Fronteira Sul – Chapecó (SC), Brasil.

Doutor em História

Downloads

Publicado

2023-10-02