O direito à cidade sob uma perspectiva jurídico-sociológica

Autores

  • Ana Maria Isar dos Santos Gomes Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas)

Palavras-chave:

Direito à cidade, Humanismo dialético, Roberto Lyra Filho, Movimentos sociais urbanos, Utopia

Resumo

O artigo propõe um conceito jurídico de direito à cidade sob uma perspectiva jurídico- sociológica. O conceito de cidade “justa e sustentável” é desenvolvido a partir da concepção do direito à cidade como utopia, proposta por Henri Lefebvre, e dos estudos sobre práticas urbanas de mobilização social, realizados por Manuel Castells. Com base no método do humanismo dialético apresentado por Roberto Lyra Filho, a legitimidade do Direito é construída dialeticamente a partir do processo de libertação do indivíduo à medida em que ele afirma histórica e socialmente novos direitos em contradição com as liberdades já estabelecidas. Assim, o conteúdo jurídico do direito à cidade é definido a partir das lutas dos movimentos sociais urbanos que buscam afirmar seus direitos em cada etapa histórica. O direito a uma cidade justa é concebido, neste momento histórico, como o direito político de interferir nas decisões acerca do uso do território e de participar da produção do espaço urbano no sistema capitalista de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-25

Edição

Seção

Outros temas