“FalleaSciencia”: diferentes concepções sobre a varíola na capital do Ceará em fins do século XIX

Autores

  • Karla Torquato dos Anjos Barros UECE

DOI:

https://doi.org/10.12660/rm.v2n4.2010.62793

Resumo

Neste artigo analisamos as concepções médicas formuladas para explicar a presença da varíola em Fortaleza no finaldo oitocentos. Temos como fonte principalmente jornais, pois foi através da imprensa que se travou um acalorado debate acerca do assunto. Apartir da reunião de tais relatos foi possível estabelecermos comparações e contrastes entre os discursos, bem como visualizar articulações entre eles, demonstrando que na tentativa de compreender a manifestação da doença na cidade, fazia-se necessário recorrer a diversas teorias médicas capazes de lançar luz sobre o fenômeno, assim como de orientar e justificar o estabelecimento de políticas públicas para combatê-la.

Biografia do Autor

Karla Torquato dos Anjos Barros, UECE

Possui graduação em História pela Universidade Estadual do Ceará (2008) e mestrado em História pela Universidade Estadual do Ceará (2011). Atualmente cursa doutorado em História na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Downloads

Publicado

18.10.2010