Aspectos da política externa independente: a questão do desarmamento e o caso de Cuba.

Autores

  • Paulo S. Wrobel

Resumo

O artigo analisa as decisões de política internacional de cada governo militar brasileiro entre 1964 e 1984, relacionando-as com o cenário internacional e focalizando nas que os autores consideram essenciais para um melhor entendimento das estratégias políticas formuladas. O principal projeto dos militares era combinar desenvolvimento e segurança. Dando ênfase a um ou outro, eles tentaram estabelecer uma sólida base industrial independente para colocar o Brasil no sistema internacional de poder. O momento mais significante da política externa militar ocorreu durante o período Geisel, quando a estratégia de "fronteiras ideológicas" foi abandonado em benefício de uma estratégia "terceiro-mundista". O alinhamento ao ocidente foi substituído por um novo conjunto de políticas que requisitavam uma nova ordem econômica internacional e na qual a integração latinoamericana, assim como as relações com a África, tornaram-se duas questões fundamentais.

Downloads

Publicado

1993-12-01

Edição

Seção

Artigos