Festas religiosas no Rio de Janeiro: perspectivas de controle e tolerância no século XIX

Autores

  • Martha Abreu

Resumo

Através da discussão dos "batuques" (celebrações de negros com o uso de percussão) e a reação que eles despertaram, bem como a decadência da comemoração religiosa mais popular no Rio de Janeiro na segunda metade do século XIX, este artigo aborda eventuais continuidades de estratégias de controle e tolerância usadas tanto pelo poder civil quanto pelas autoridades católicas com relação às celebrações religiosas populares.

Downloads

Publicado

1994-12-01

Edição

Seção

Artigos