Tecnologias Sociais, Biopolíticas e Biopoder: Reflexões Críticas

Conteúdo do artigo principal

Luciano Mendes
Maíra Coelho Bonilha
Elisa Yoshie Ichikawa
Maria Iolanda Sachuk

Resumo

As tecnologias sociais (TS), como ações que visam a melhorar a qualidade de vida de grupos sociais diversos e que se encontram à margem do mercado ou do sistema econômico, têm por objetivo um novo modelo de desenvolvimento não predatório. Diante da ideia de melhoria da qualidade de vida, essas tecnologias acabam obtendo uma difusão sem limites, colaborando mais para a manutenção do sistema que para a solução definitiva dos problemas sociais. Tendo isso em vista, o objetivo principal deste ensaio teórico é discutir o quanto, muitas vezes, as TS acabam virando panaceia e instrumento das relações de poder, funcionando na justificação e intensificação de novas formas de dominação nas sociedades contemporâneas. Com o intuito de refletir sobre a difusão dessas tecnologias, inicialmente, surgiu a necessidade de aprofundar o entendimento sobre o que são as TS. Em seguida, o intuito foi explorar a visão de Michel Foucault sobre as biopolíticas e o biopoder, e entremear, nessa discussão, as TS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Mendes, L., Bonilha, M. C., Ichikawa, E. Y., & Sachuk, M. I. (2015). Tecnologias Sociais, Biopolíticas e Biopoder: Reflexões Críticas. Cadernos EBAPE.BR, 13(4), 687 a 700. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/cadernosebape/article/view/13554
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Luciano Mendes, Universidade de São Paulo

Professor Doutor no Departamento de Economia e Administração da Universidade de São Paulo, campus "Luiz de Queiroz" (ESALQ/USP).

Maíra Coelho Bonilha, Universidade Estadual de Maringá

Mestre em Administração pela Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Elisa Yoshie Ichikawa, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora Associada do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Maria Iolanda Sachuk, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Administração pela Fundação Getúlio Vargas-SP (EAESP/FGV). Professora aposentada da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)