Configuração de arranjos interorganizacionais e implementação de programas públicos

Conteúdo do artigo principal

Sheila Cristina Tolentino Barbosa
Janann Joslin Medeiros

Resumo

A implementação de programas públicos através de relações interorganizacionais envolvendo vários níveis de governo e uma variedade de instituições públicas e privadas é uma tarefa complexa. O desafio é estabelecer de um formato que seja capaz de induzir a ação para o alcance dos resultados planejados. No exame dessa questão, o presente trabalho focaliza o Programa de Alfabetização e Capacitação de Jovens e Adultos de 1998, coordenado pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste. Utilizando uma metodologia qualitativa para a coleta e análise de dados, o estudo investigou a configuração do arranjo interorganizacional do referido programa. Observou-se que o arranjo adquiriu uma configuração hierárquica, bastante verticalizada, centralizada e pouco interativa tendo como principal conseqüência a inadequação do formato do arranjo para o objetivo proposto. Conclui-se o trabalho tecendo recomendações para a construção de redes interorganizacionais adequadas aos objetivos das ações propostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Barbosa, S. C. T., & Medeiros, J. J. (2005). Configuração de arranjos interorganizacionais e implementação de programas públicos. Cadernos EBAPE.BR, 3(2), 1 a 16. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/cadernosebape/article/view/4921
Seção
Artigos