O <i>lock-in</i> estratégico em relacionamentos inter-organizacionais: o caso da Dataprev

Conteúdo do artigo principal

Joao Paulo Vieira Tinoco
T. Diana L. Van Aduard de Macedo-Soares

Resumo

Alianças e redes estratégicas ganharam destaque na administração, sendo vistas como um meio para as empresas adquirirem recursos que lhes proporcionem uma vantagem competitiva sustentável. Neste ambiente, a competição ocorre entre grupos que compõem uma determinada rede estratégica. Por outro lado, o compromisso com sua rede também pode trazer problemas para uma empresa. Isto se dá quando a empresa deixa de fazer negócios porque os relacionamentos causam restrições para um processo de mudança, mantendo a empresa focal amarrada a uma situação, chamada de lock-in. Este artigo descreve o caso da Dataprev, uma empresa pública de serviços de tecnologia da informação, que toma a decisão de mudar sua estratégia com relação à sua parceria com um fornecedor, mas que, devido a este relacionamento ter criado uma situação de lock-in, não consegue implementar a nova orientação estratégica no tempo desejado. A pesquisa foi realizada por meio da análise de documentos e entrevistas com gerentes da empresa no período de maio e junho de 2007. Evidenciou a dificuldade, devido ao lock-in, da implementação da nova estratégia. Forneceu lições para empresas que se encontram neste tipo de situação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Tinoco, J. P. V., & Macedo-Soares, T. D. L. V. A. de. (2008). O <i>lock-in</i> estratégico em relacionamentos inter-organizacionais: o caso da Dataprev. Cadernos EBAPE.BR, 6(4), 1 a 12. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/cadernosebape/article/view/5093
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)