Dimensão ideológica da emoção na gestão de vendedoras de cosméticos em uma empresa multinacional

Conteúdo do artigo principal

Rossana Cristine Floriano Jost
Yara Lúcia Mazziotti Bulgacov
Denise de Camargo

Resumo

O propósito deste artigo é revelar a dimensão ideológica da emoção na prática de gestão de vendedoras de cosméticos informais em uma
organização multinacional, presente em Curitiba-PR, a partir de uma análise situada. A emoção é compreendida como algo essencial à
subjetividade humana, ligada ao pensamento, à atividade e à linguagem compartilhada culturalmente, como uma situação social com
valor. As análises dos dados, a partir de entrevistas em profundidade, observação participante e análise documental, foram orientadas pela
técnica dos núcleos de significação do discurso. Os resultados demonstram que as emoções são produções socioculturais utilizadas como
instrumento gerenciável na organização, por meio de símbolos ideológicos que constituem os sujeitos. A emoção está inserida na experiência
individual da atividade (histórica, processual e complexa) com sentido e significado, servindo como sofisticado instrumento de reprodução
da ideologia da empresa; tal ideologia é sustentada pela identificação das vendedoras com as práticas sociais e as relações com o mundo,
constituídas por sua atividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
Jost, R. C. F., Bulgacov, Y. L. M., & Camargo, D. de. (2018). Dimensão ideológica da emoção na gestão de vendedoras de cosméticos em uma empresa multinacional. Cadernos EBAPE.BR, 16(2), 232–249. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/cadernosebape/article/view/64094
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)