Burocracia, discricionariedade e democracia: alternativas para o dilema entre controle do poder administrativo e capacidade de implementação

Conteúdo do artigo principal

Roberto Rocha Coelho Pires

Resumo

Sob que condições é possível conciliar o aumento do controle sobre a atuação do Estado e a expansão da capacidade de ação de suas burocracias? A partir de uma retrospectiva histórica das abordagens sobre esse tema, o presente estudo se dedica a avaliar os efeitos de diferentes modelos de gestão (abordagens gerencialista e experimentalista) e suas respectivas estratégias para o gerenciamento da discricionariedade burocrática sobre o desempenho de burocracias na implementação de políticas públicas. Lançando mão de um desenho de pesquisa “quase experimental”, que possibilita uma série de comparações controladas entre tais modelos de gestão, o presente estudo indica que os instrumentos e estruturas de controle interno sugeridos por cada abordagem possuem impactos importantes e diferenciados nos níveis de motivação, criatividade na solução de problemas locais e responsividade de burocratas.

Detalhes do artigo

Como Citar
PIRES, R. R. C. Burocracia, discricionariedade e democracia: alternativas para o dilema entre controle do poder administrativo e capacidade de implementação. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 14, n. 54, 2009. DOI: 10.12660/cgpc.v14n54.44190. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/cgpc/article/view/44190. Acesso em: 24 fev. 2024.
Seção
Artigos