A Coordenação Federativa de Políticas Públicas: uma análise das políticas brasileiras nas últimas décadas

Conteúdo do artigo principal

Gabriela Spanghero Lotta
Renata Gonçalves
Marina Farkas Bitelman

Resumo

Resumo

Este artigo apresenta o panorama do processo de coordenação de políticas por parte do governo federal no período da pré-Constituição Federal/88 e entre 1988-2012, contribuindo para explicitar, de modo empírico, a dupla tendência presente no contexto federativo brasileiro: transferência de recursos e descentralização de competências e de coordenação federal das políticas. Parte-se da revisão da literatura em que se fundamenta esse debate, acerca dos impactos e resultados do processo de descentralização de políticas sociais no modelo federativo brasileiro desde a promulgação da Constituição Federal (CF) de 1988. Em seguida, sistematiza-se a evolução de nove políticas públicas com ênfase em quatro marcos temporais: antes de 1988, as mudanças introduzidas pela CF de 1988, os movimentos ocorridos ao longo da década de 1990 e os anos 2000. Por fim, apresenta-se uma síntese do panorama atual das políticas a partir de categorias de análise que permitem identificar, no contexto federativo brasileiro, uma tendência geral de coordenação por parte do governo federal.

Palavras-chave: Federalismo, políticas públicas, coordenação federativa, descentralização, relações federativas

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
LOTTA, G. S.; GONÇALVES, R.; BITELMAN, M. F. A Coordenação Federativa de Políticas Públicas: uma análise das políticas brasileiras nas últimas décadas. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 19, n. 64, 2014. DOI: 10.12660/cgpc.v19n64.5817. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/cgpc/article/view/5817. Acesso em: 19 abr. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Gabriela Spanghero Lotta, UFABC

Professora do curso de Políticas Públicas da UFABC. Doutora em Ciência Política pela USP, mestre e graduada em administração pública pela FGV

Renata Gonçalves, Ministério das Cidades

Mestre em administração pública pela FGV, Ministério das Cidades

Marina Farkas Bitelman, Fundação Getulio Vargas - Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP)

Mestre em administração pública pela FGV