Eficiência hospitalar no SUS: análise de 10 hospitais do mix público-privado do estado de Mato Grosso

Conteúdo do artigo principal

Paulo Cesar Souza
João Henrique Gurtler Scatena
Ruth Terezinha Kehrig

Resumo

A assistência hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS) tem diante de si um desafio: aumento da eficiência. Para verificar a situação dos hospitais que compõem o mix público-privado do SUS no estado de Mato Grosso, comparando a eficiência de 10 hospitais distribuídos entre públicos, privados e filantrópicos, este trabalho aplicou a Análise Envoltória de Dados, do inglês Data Envelopment Analysis (DEA), metodologia que pode incorporar múltiplas entradas e saídas. A medida de eficiência por esse método considera o mix de entradas e saídas, sendo mais abrangente e confiável do que um conjunto de taxas operacionais ou medidores de lucratividade, e aplicável a diversos tipos de organizações públicas e sem fins lucrativos. Este trabalho caracteriza-se como um estudo multicaso descritivo e exploratório com abordagem quantitativa. Foram selecionados 10 hospitais distribuídos entre públicos, privados e filantrópicos, localizados em três regiões de saúde do estado de Mato Grosso, estratégia que permitiu comparar a eficiência observada entre as três categorias de hospitais. No ano de 2011, os hospitais filantrópicos (1) e privados (0,96) apresentaram scores de eficiência melhores que os públicos (0,84). O mesmo ocorreu no primeiro semestre de 2012, quando os privados (0,95) e filantrópicos (0,92) inverteram sua posição, mas continuaram com melhor desempenho que os públicos (0,81). Em ambos os períodos, os públicos apresentaram o menor nível de eficiência total. Assim, nesse modelo de análise DEA aplicado no conjunto dos hospitais pesquisados, tanto os hospitais privados quanto os filantrópicos apresentaram um patamar de eficiência mais elevado do que os hospitais públicos, o que é discutido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
SOUZA, P. C.; GURTLER SCATENA, J. H.; KEHRIG, R. T. Eficiência hospitalar no SUS: análise de 10 hospitais do mix público-privado do estado de Mato Grosso. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 22, n. 72, 2017. DOI: 10.12660/cgpc.v22n72.66242. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/cgpc/article/view/66242. Acesso em: 19 maio. 2024.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Paulo Cesar Souza, Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso Universidade do Estado de mato Grosso

Contador, Doutor em Ciências da Saúde, Mestre em Saúde Coletiva, Contador da SES-MT e professor da UNEMAT.

João Henrique Gurtler Scatena, Instituto de Saúde Coletiva / UFMT

Médico, doutor em Saúde Pública

Professor do ISC/UFMT

Ruth Terezinha Kehrig, Instituto de Saúde Coletiva / UFMT

Administradora, Doutora em Saúde Pública

Professora do ISC/UFMT