Capitalismo, neoliberalismo progressista e lutas emancipatórias no pensamento de Nancy Fraser

Conteúdo do artigo principal

Ester Gammardella Rizzi
Tiago Tranjan

Resumo

Para entender o atual cenário de crise internacional do ideário neoliberal – dos quais o Brexit, bem como a eleição de Trump e de Bolsonaro, seriam sintomas      –, Nancy Fraser propõe uma ampla análise da estrutura do capitalismo, a qual engloba, mas ultrapassa, a caracterização marxista usual. De sua análise surge uma importante chave de leitura histórica: a hegemonia das últimas décadas não seria apenas do neoliberalismo, mas do que ela chama de “neoliberalismo progressista”; e a crise não é apenas do neoliberalismo, mas do progressismo que o acompanhou. Trata-se de uma análise política, que supera as análises frequentemente moralistas que têm sido feitas da ascensão de líderes populistas de direita. A reflexão acerca do caso brasileiro a partir desse instrumental pode ajudar a estabelecer, assim esperamos, cursos de ação para o futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
GAMMARDELLA RIZZI, E.; TRANJAN , T. Capitalismo, neoliberalismo progressista e lutas emancipatórias no pensamento de Nancy Fraser. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 26, n. 85, 2021. DOI: 10.12660/cgpc.v26n85.83219. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/cgpc/article/view/83219. Acesso em: 24 maio. 2024.
Seção
Fórum Políticas Públicas, Neoliberalismo e Democracia

Referências

Ab’Saber, T. (2015). Lulismo: Carisma Pop e Cultura Anticrítica. Hedra.

Carvalho, C. E. (2003). A política econômica no início do governo Lula: Imposição irrecusável, escolha equivocada ou opção estratégica? In J.A, Paula (org.) (2003). A Economia Política da Mudança: Desafios e equívocos do início do governo Lula. Autêntica.

Carvalho, L. (2018). Valsa Brasileira: Do Boom ao Caos Econômico. Todavia.

Dardot, P. & Laval, C. (2016). A nova razão do mundo: Ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo (col. Estado de Sítio).

Fraser, N. (2017). Why two Karls are Better than One: Integrating Polanyi and Marx in a Critical Theory of the Current Crisis. Kollegforscherinnengruppe Postwachstumsgesellschaften – Working Paper 2017. Recuperado de http://www.kolleg-postwachstum.de/sozwgmedia/dokumente/WorkingPaper/WP+1_2017+Fraser.pdf

Fraser, N. (2018a). Crise de legitimação? Sobre as contradições políticas do capitalismo financeirizado.. Cadernos De Filosofia Alemã: Crítica e Modernidade, 23(2), 153-188. doi: 10.11606/issn.2318-9800.v23i2p153-188

Fraser, N. (2018b). Do neoliberalismo progressista a Trump – e além. Revista Política & Sociedade, 17(40). Recuperado de https://periodicos.ufsc.br/index.php/politica/article/view/2175-7984.2018v17n40p43/38983

Fraser, N. & Jaeggi, R. (2020). Capitalismo em Debate: Uma conversa na teoria crítica. Boitempo.

Harvey, D. (2004). O novo imperialismo. Loyola.

IBGE (2010). Estatísticas de gênero. Censo 2010. Recuperado de

https://www.ibge.gov.br/apps/snig/v1/?loc=0&cat=-14,-15,-16,53,54,55,-17,-18,128&ind=4703 .

Neto, J. M. B. (2005). Governo Lula: uma opção neoliberal. In: PAULA, J. A. (Org.) Adeus ao desenvolvimento. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

Offe, C. (1983). A democracia partidária competitiva e o Welfare State Keynesiano: Fatores de estabilidade e desorganização. Dados - Revista de Ciências Sociais, 26(1), 29-51. Recuperado de http://dados.iesp.uerj.br/es/edicoes/?vn=26-1

Rugitsky, F. (2020). O interregno e a pandemia. Revista Rosa-eletrônica, (1). Recuperado de http://revistarosa.com/1/o-interregno-e-a-pandemia

Sampaio Jr., P. A. (2017). Crônica de uma Crise Anunciada. São Pulo: SG-Amarante.

Streeck, W. (2012). Citizens as Customers: Considerations on the New Politics of Consumption. New Left Review, (76), 27-47. Recuperado de

https://www.mpifg.de/pu/mpifg_ja/NLR_76_2012_Streeck.pdf

Streeck, W. (2018). Tempo comprado: A crise adiada do capitalismo democrático. São Paulo: Boitempo.

Tristão, E. (2011). A opção neoliberal do primeiro mandato do governo Lula. In Ser Social, 13(28),104-28. doi: 10.26512/ser_social.v13i28.12684

U.S. Bureau of Labor Statistics (2017). “Women in The Workforce Before, During, and After the Great Recession”. Recuperado de https://www.bls.gov/spotlight/2017/women-in-the-workforce-before-during-and-after-the-great-recession/pdf/women-in-the-workforce-before-during-and-after-the-great-recession.pdf