A resposta educacional dos municípios à Covid-19: Diversidade, trajetória e desigualdades

Conteúdo do artigo principal

Bruno Lazzarotti Diniz Costa
https://orcid.org/0000-0001-5972-4175
Lucas Brandão
https://orcid.org/0000-0002-1365-2863

Resumo

O artigo analisa as modalidades de respostas educacionais das redes municipais de educação diante da interdição, em virtude da pandemia de Covid-19, das atividades escolares presenciais, os padrões de resposta e, particularmente, em que medida as variações na qualidade e amplitude dessas estratégias tendem a reproduzir ou aprofundar as desigualdades educacionais existentes. O objetivo foi operacionalizado pela análise dos dados de resposta a questionários aplicados pelo censo educacional, agregadas em um indicador sintético. O comportamento do indicador foi analisado levando-se em conta o legado das políticas educacionais prévias – medido pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) municipal –, o contexto socioeconômico em que foram implementadas – o nível socioeconômico médio dos estudantes da rede –, a diversidade regional brasileira e o porte populacional dos municípios. Os resultados apontam que, de fato, nos municípios de nível socioeconômico mais alto e com trajetória educacional mais exitosa, as alternativas ao fechamento das escolas tenderam a ser mais abrangentes e diversificadas, sugerindo o risco de que esse seja mais um vetor de aprofundamento das desigualdades educacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
LAZZAROTTI DINIZ COSTA, B. .; BRANDÃO, L. . A resposta educacional dos municípios à Covid-19: Diversidade, trajetória e desigualdades. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 27, n. 87, p. e86203, 2022. DOI: 10.12660/cgpc.v27n87.86203. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/cgpc/article/view/86203. Acesso em: 20 jul. 2024.
Seção
Brasil Contemporâneo

Referências

Abrucio, F. L. & Grin Segatto, C. I. (2021). Brazilian federalism in the pandemic. In B. G. Peters, E. Grin & F. L. Abrucio (Eds.) American Federal Systems and COVID-19 (pp. 63-88). Bingley: Emerald. DOI: https://doi.org/10.1108/978-1-80117-165-620211004

Abrucio, F. L., Grin, E. J., Franzese, C., Segatto, C. I., & Couto, C. G. (2020). Combate à COVID-19 sob o federalismo bolsonarista: um caso de descoordenação intergovernamental. Revista De Administração Pública, 54(4), 663–677. doi: 10.1590/0034-761220200354 DOI: https://doi.org/10.1590/0034-761220200354

Arruda, E. P., Gomes, S. dos S., & Arruda, D. E. P. (2021). Mediação tecnológica e processo educacional em tempos de pandemia da Covid-19. Revista Ibero-Americana De Estudos Em Educação, 16(3), 1730–1753. doi: 10.21723/riaee.v16i3.14788 DOI: https://doi.org/10.21723/riaee.v16i3.14788

Barros, R. P., Machado, L. M., Franco, S., Zanon, D., & Rocha, G. (2021). Perda de aprendizagem na pandemia. Rio de Janeiro: Instituto Unibanco, Insper.

Brandão, L. A. de L. & Costa, B. L. D. (2021). Acesso e exclusão educacional durante a pandemia covid-19. Belo Horizonte. Observatório das Desigualdades, Fundação João Pinheiro.

Bruce, R., Cavgias, A., Meloni, L., & Remigio, M. (2022). Under pressure: women’s leadership during the COVID-19 crisis. Journal of Development Economics, 154, 102761. doi: 10.1016/j.jdeveco.2021.102761 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jdeveco.2021.102761

Fernandes, I., Fernandes, G. A. L., Fernandes, G., & Salvador, P. I. (2020). Ideology, isolation, and death. An analysis of the effects of Bolsonarism in the COVID-19 pandemic. (July 17, 2020). doi: 10.2139/ssrn.3654538 DOI: https://doi.org/10.2139/ssrn.3654538

Grin, E., Delmarco, J., & Abrucio, F. (2021). Capacidades estatais municipais: o universo desconhecido no federalismo brasileiro. Porto Alegre: Editora CEGOV- UFRGS.

Immergut, E. (2007). O núcleo teórico do novo institucionalismo. In E. Saravia & E. Ferrarezi. Políticas públicas. Brasília: Enap, v. 1.

Minas Gerais (2022). Resultados do Proeb 2021 mostram que perda de aprendizagem em Minas foi menor do que a estimada. Agência Minas. Recuperado de https://www.jornaldeuberaba.com.br/noticia/28263/resultados-do-proeb-2021-mostram-que-perda-de-aprendizagem-em-minas-foi-menor-que-a-estimada.

Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) (2021). Global Education Monitoring Report 2021/2. Paris: UNESCO. Recuperado de https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000379875?posInSet=1&queryId=N-a8e15cec-b54e-45ff-a8ba-542da8e3bddd

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (2021). The state of global education. 18 Months into the Pandemics. Paris: OECD. https://doi.org/10.1787/1a23bb23-en DOI: https://doi.org/10.1787/1a23bb23-en

Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (2018). PISA 2018 Results (Volume V): Effective Policies, Successful Schools. Paris: OECD https://doi.org/10.1787/ca768d40-en DOI: https://doi.org/10.1787/ca768d40-en

Patrinos, H., Vegas, E., & Carter-Rau, R. (2022). An analysis of COVID-19 student learning loss. Policy Research Working Paper, 10033. Washington, D.C.: World Bank. Recuperado de https://documents1.worldbank.org/curated/en/099720405042223104/pdf/IDU00f3f0ca808cde0497e0b88c01fa07f15bef0.pdf DOI: https://doi.org/10.1596/1813-9450-10033

Pierson, P. (1994). Dismantling the welfare state? Reagan, Thatcher, and the politics of retrenchment. Nova York: Cambridge University Press. DOI: https://doi.org/10.1017/CBO9780511805288

Rache, B., Lago, M., Falbel, F., & Rocha, R. (2021). Quantas vidas cabem em um voto? Nota técnica n. 18. São Paulo: IEPS.

São Paulo (2021). Resultados SARESP 2021. São Paulo: Secretaria de Estado da Educação. Recuperado de https://www.educacao.sp.gov.br/wp-content/uploads/2022/03/SARESP-2021.pdf

Segatto, C., Euclydes, F., & Abrucio, F. (2021). Capacidades estatais e seus efeitos nas políticas municipais de educação. Cadernos de Gestão Pública, 26(84). doi: 10.12660/cgpc.v26n84.81938 DOI: https://doi.org/10.12660/cgpc.v26n84.81938

Tarabini, A. (2021). The role of schooling in times of global pandemic: a sociological approach. International Studies in Sociology of Education, 1-19. doi: 10.1080/09620214.2021.1966825 DOI: https://doi.org/10.1080/09620214.2021.1966825

Todos pela Educação (2021). A educação no Brasil: uma perspectiva internacional. São Paulo: Todos pela Educação. Recuperado de https://todospelaeducacao.org.br/wordpress/wp-content/uploads/2021/06/A-Educacao-no-Brasil_uma-perspectiva-internacional.pdf

Waltenberg, F., Simielli, L., & Soares, J. F. (2021). As desigualdades educacionais brasileiras precisam ser reduzidas. Como fazer isso? Políticas Educacionais em Ação, (15), 1-17. Recuperado de https://ceipe.fgv.br/sites/ceipe.fgv.br/files/artigos/pb_desigualdades_educacionais_final.pdf