Luiz Carlos Bresser-Pereira, intérprete do Brasil

Conteúdo do artigo principal

Alexandre de Freitas Barbosa
https://orcid.org/0000-0002-0493-7488

Resumo

Esse artigo procura mostrar como e por que Bresser-Pereira transformou-se ao longo da sua trajetória num importante interprete do Brasil. Depois de atualizar a discussão sobre o que caracteriza um intérprete do Brasil, o artigo discorre sobre o estilo de interpretação histórico-estrutural no Brasil e seus componentes básicos. Em seguida apresenta a trajetória peculiar de Bresser-Pereira, para finalmente realizar uma síntese sumária de três interpretações do Brasil realizadas pelo autor num período de 50 anos, que o inserem neste estilo de interpretação a partir de uma variante teórica própria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
BARBOSA, A. de F. Luiz Carlos Bresser-Pereira, intérprete do Brasil. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 29, p. e91055 , 2024. DOI: 10.12660/cgpc.v29.91055. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/cgpc/article/view/91055. Acesso em: 12 jul. 2024.
Seção
Fórum: Res-publica/Gestão Pública, Nação e Desenvolvimento Econômico na Vida e Obra de Luiz Carlos Bresser-Pereira

Referências

Barbosa, A. F. (2022). Subdesenvolvimento e dependência na longa duração: Celso Furtado, Florestan Fernandes e o estilo de interpretação histórico-estrutural no Brasil. In Colóquio Le Brésil, pays indépendant? Penser la "Théorie de la dépendance" 200 ans après 1822. Sorbonne Nouvelle.

Botelho, A., & Schwarcz, L. M. (Orgs.). (2009). Um enigma chamado Brasil: 29 intérpretes e um país. Editora Companhia das Letras.

Bresser-Pereira, L. C. (1968). Desenvolvimento e crise no Brasil entre 1930 e 1967. Zahar Editores.

Bresser-Pereira, L. C. (1977). Estado e subdesenvolvimento industrializado: Esboço de uma economia política periférica. Editora Brasiliense.

Bresser-Pereira, L. C. (2001). Método e paixão em Celso Furtado. In L. C. Bresser-Pereira & J. M. Rego (Orgs.). A grande esperança em Celso Furtado: ensaios em homenagem aos seus 80 anos. Editora 34.

Bresser-Pereira, L. C. (2016). A construção política do Brasil: Sociedade, economia e Estado desde a Independência (3ª ed.). Editora 34.

Candido, A. (1973). Prefácio. In S. B. Holanda, Raízes do Brasil (7ª ed.). Livraria José Olympio Editora.

Emicida (2020). Amarelo – é tudo pra ontem. Documentário/Musical. Netflix e Laboratório Fantasma.

Pericás, L. B., & Secco, L. (Orgs.). (2014). Intérpretes do Brasil: Clássicos, rebeldes e renegados. Boitempo Editorial.

Secco, L., Silva, M., & Brites, O. (Orgs.). (2023). Mulheres que interpretam o Brasil. Editora Contracorrente.

Villaverde, J., & Rego, J. M. (2021). Bresser-Pereira: Rupturas do pensamento, uma autobiografia em entrevistas. Editora 34.