O uso de Genshin Impact como metodologia ativa rumo ao letramento digital

Autores

  • Maurício Ferreira Santana Universidade Tuiuti do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.12660/rm.v15n24.2023.89962

Palavras-chave:

Gamificação, Letramento digital, Jogos eletrônicos, Educação, Genshin Impact

Resumo

Utilizando a metodologia ativa de gamificação, tomamos como objeto de estudo o RPG (Role-Playing Game, ou Jogo de Representação de Papéis) eletrônico Genshin Impact, oferecendo a hipótese de que se trata de uma ferramenta auxiliar para o ensino curricular em disciplinas de humanidades, e como recurso lúdico na identificação de hábitos e culturas, visto que o mundo representado no game faz referências a diversas regiões do mundo real. Os recursos imagéticos e discursivos são potencialmente enriquecedores para o processo de ensino-aprendizagem, e podem ser endereçados ao letramento digital dos estudantes, conforme análise feita em trechos de diálogos de personagens, dos quais apresentamos recortes do uso de motores de busca e da inteligência artificial.

Referências

BARTZ, Diane. Senado dos EUA realizará audiências sobre o uso de inteligência artificial. CNN / Reuters, 23 jun. 2023. Disponível em: https://www.cnnbrasil.com.br/tecnologia/senado-dos-eua-realizara-audiencias-sobre-o-uso-de-inteligencia-artificial/. Acesso em: 2 ago. 2023.

BENTO, Luciana; BELCHIOR, Gerlaine. Mídia e educação: o uso das tecnologias em sala de aula. Revista de Pesquisa Interdisciplinar, Cajazeiras, v. 1, p. 334–343, set./dez. 2016. Disponível em: https://cfp.revistas.ufcg.edu.br/cfp/index.php/pesquisainterdisciplinar/article/view/98/104. Acesso em: 16 ago. 2023.

BRASIL. Projeto de lei da Câmara dos Deputados n. 21, de 2020: estabelece princípios, direitos e deveres para o uso de inteligência artificial no Brasil, e dá outras providências. Brasília: Senado Federal, 2021. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/sdleg-getter/documento?dm=9063365&ts=1689259287250&disposition=inline&_gl=1*1r3fu1t*_ga*NDk1MTk1OTE1LjE2ODQxODI2ODE.*_ga_CW3ZH25XMK*MTY5MDI4NzYzNi43LjEuMTY5MDI4Nzc0NS4wLjAuMA. Acesso em: 23 jul. 2023.

___. Projeto de lei n. 2338, de 2023: dispõe sobre o uso da Inteligência Artificial. Brasília: Senado Federal, 2023. Disponível em: https://legis.senado.leg.br/sdleg-getter/documento?dm=9347622&ts=1689259290825&disposition=inline&_gl=1*18xz1g8*_ga*NDk1MTk1OTE1LjE2ODQxODI2ODE.*_ga_CW3ZH25XMK*MTY5MDk3Njk4Mi44LjEuMTY5MDk3NzMyMC4wLjAuMA. Acesso em: 2 ago. 2023.

BURGUESS, Jean.; GREEN, Joshua. YouTube e a revolução digital: como o maior fenômeno da cultura participativa transformou a mídia e a sociedade. São Paulo: Aleph, 2009.

COMISSÃO EUROPEIA. Proposta de Regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho que estabelece regras harmonizadas em matéria de inteligência artificial (Regulamento Inteligência Artificial) e altera determinados atos legislativos da União. Bruxelas: Comissão Europeia. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/legal- content/PT/TXT/HTML/?uri=CELEX:52021PC0206&from=EN. Acesso em: 24 jul. 2023.

FORNASIER, Mateus de Oliveira; BECK, Cesar. Cambridge Analytica: escândalo, legado e possíveis futuros para a democracia. Revista Direito em Debate, v. 29, n. 53, p. 182-195, jan./jun. 2020. DOI: https://doi.org/10.21527/2176-6622.2020.53.182-195. Acesso em: 12 jul. 2023.

FUJIHARA, Masahito; SHIBUYA, Akiko. How is the gacha system reported on in Japan? Proceedings of DiGRA, p. 1-5, jun. 2020. Disponível em: http://www.digra.org/wp-content/uploads/digital-library/DiGRA_2020_paper_89.pdf. Acesso em: 25 jul. 2023.

JAPIASSU, Renato Barbosa; RACHED, Chennyfer Dobbins Abi. A gamificação no processo de ensino-aprendizagem: uma revisão integrativa. Revista Educação em Foco, n. 12, p. 49-60, 2020. Disponível em: https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2020/03/Renato-Revista-Educac_a_o-em-Foco.pdf. Acesso em: 17 ago. 2023.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

LANGER, Johnni. O mito do dragão na Escandinávia parte dois: as Eddas e o sistema ragnarokiano. Brathair – Revista de Estudos Celtas e Germânicos, v. 7, n. 1, p. 59-95, 2007. Disponível em: https://ppg.revistas.uema.br/index.php/brathair/article/view/550. Acesso em: 20 jul. 2023.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 2003.

MARTINS, Dayse et al. A gamificação no ensino de história: o jogo "Legend of Zelda" na abordagem sobre medievalismo. HOLOS, ano 32, v. 7, p. 299-321, 2016.

NEWMAN, William. Tecnologia e debate sobre Alquimia na baixa idade média. Tradução: Bruno Sousa Silva Godinho. Revista Signum, vol. 17, n. 1, p. 314-346, 2016. Disponível em: http://www.abrem.org.br/revistas/index.php/signum/article/view/214/218. Acesso em: 18 ago. 2023.

PAIVA, Marla Rúbya Ferreira et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. Sanare, Sobral, v. 15 n. 2, p.145-153, jun./dez. 2016. Disponível em: https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/view/1049/595. Acesso em: 16 ago. 2023.

SOUSSUMI, Yusaku. Por uma psicanálise em tempos de multiverso. Revista Multiverso, v. 1, n. 1, p. 206-217, 2018. Disponível em: https://www.bivipsi.org/wp-content/uploads/NPAracaju-multiverso-2018-v1-n1-20.pdf. Acesso em: 3 jul. 2023.

STAIR, Ralph M.; REYNOLDS, George W. Princípios de sistemas de informação. São Paulo: Cengage Learning, 2015.

STOLLER, Gregory et al. miHoYo: the open-world journey of an Otaku. Academy of Asian Business Review, v. 8, n. 2, p. 33-60, 2022. DOI: https://doi.org/10.26816/aabr.8.2.202212.33. Acesso em: 1 jun. 2023.

SUZUKI, Tae. Revendo alguns dados da história do Japão. Estudos Japoneses, São Paulo, n .17, p. 167-176, 1997. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/ej/article/view/141711/136734. Acesso em: 18 ago. 2023.

Downloads

Publicado

21.12.2023