Uma pessoa trabalhadora e “família”: a identidade concurseira nas representações de Instagram

Autores

Palavras-chave:

Sociologia das profissões jurídicas, concurso público, identidade concurseira, ética no campo jurídico, Instagram

Resumo

Esta é uma pesquisa desenvolvida no âmbito da sociologia das profissões jurídicas com o objetivo de identificar o processo de construção da identidade concurseira a partir da análise das representações do eu no espaço de socialização virtual do Instagram. Realizou-se análise “dramatúrgica” inspirada nas pesquisas de Ervin Goffman das interações ocorridas nos perfis de Instagram de 44 atores em representação no mundo dos concursos durante o mês de junho de 2022. O trabalho interpretativo consistiu na busca pela identificação de valores compartilhados pelos integrantes do heterogêneo grupo de análise. Percebemos uma disposição de grupo constante para a representação de um tipo trabalhador e ordeiro, avesso ao conflito aberto e materializador dos “valores familiares”. Rotulamos esses traços de identidade como os de uma pessoa “trabalhadora” e “família”. Concluímos que (1) há uma grande diferença entre os valores “profissionais” das carreiras jurídicas e os valores “concurseiros” em circulação no espaço social e que (2) isso nos permite diagnosticar a existência de problemas significativos no contexto do exercício concreto das atividades institucionais de formação e controle da “moral oficial” dentro do campo jurídico profissional, nas escolas de formação, nas corregedorias e nos tribunais de ética.

Biografia do Autor

Mário S. F. Maia, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil

Doutor em Filosofia do Direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professor de Filosofia do Direito na graduação e na pós-graduação da Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa). Pesquisador do Observatório de Práticas Sociojurídicas da Ufersa. Pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Sociologia do Direito da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Lucas G. D. Neris, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil

Bolsista de Iniciação Científica da Universidade Federal do Semi-Árido (Ufersa). Pesquisador do Observatório de Práticas Sociojurídicas da Ufersa.

Downloads

Publicado

2024-04-02

Edição

Seção

Artigos