E o vento levou a verba

Conteúdo do artigo principal

Lola Werneck
Helder Luiz de Oliveira
Jânio Silva Duó
Luiz Antonio da Silva Santos
Michael Julio Maciel

Resumo

O caso de ensino apresenta o dilema do Secretário de Saúde ao realizar uma compra emergencial de respiradores em meio à pandemia da COVID-19, na cidade de Águas Escuras. Com os hospitais lotados e o aumento do número de mortos pelo novo coronavírus, o secretário se vê pressionado a achar uma solução rápida para os problemas da cidade. O médico especialista do hospital local apresenta as referências do aparelho necessário. O Ministro da Saúde oferece acesso a uma verba de execução direta para comprar aparelhos respiradores, entretanto eles não correspondem às especificações indicadas pelo especialista. Nesse sentido, o caso abordará as diferentes possibilidades de compra trazidas pela Lei nº 8.666/93, a responsabilidade do gestor em um contexto excepcional como a pandemia e os riscos trazidos pelo processo de compra emergencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
WERNECK, L.; OLIVEIRA, H. L. de; DUÓ, J. S.; SANTOS, L. A. da S.; MACIEL, M. J. E o vento levou a verba. Revista de Gestão dos Países de Língua Portuguesa, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, p. 209–215, 2024. DOI: 10.12660/rgplp.v22n3.2023.90552. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/rgplp/article/view/90552. Acesso em: 16 jun. 2024.
Seção
Casos de Ensino