Arbitragem estatística: estratégia de pairs trading: modelo de cointegração no mercado de capitais brasileiro

Conteúdo do artigo principal

Guilherme Rodrigues Marques Ricardo
João Luiz Chela

Resumo

O presente artigo, do campo de estatística e de séries temporais, tem como objetivo o estudo e a aplicação da cointegração para a identificação de pares e realizar tradings por meio da arbitragem estatística no mercado de capitais brasileiro.  A fim de se alcançar resultados de análise foram utilizados métodos econométricos como Augmented Dickey–Fuller para a identificação de pares cointegrados, métodos estatísticos como a padronização por meio de z-scores e regressões lineares. Além disso, para se calcular a meia vida da média de longo prazo dos ativos utilizou-se o método estocástico de Ornstein-Uhlenbeck a fim de calcular a velocidade de retorno para a média de longo prazo da relação entre os ativos. Por meio destes métodos, conseguiu-se obter retornos positivos, se comparado ao índice BOVESPA, e se corrigidos os valores à inflação no período de trading. A contribuição do trabalho é de avaliar, de forma positiva, a existência de pares cointegrados no mercado brasileiro e a sua viabilidade no mercado de capitais brasileiros.

Detalhes do artigo

Seção
PIBIC - Administração de Empresas