Diretrizes para identificação de projetos e alocação de bolsas PIBIC

O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) compreende a realização de projetos de pesquisa por estudantes de graduação com apoio de um (a) professor (a) orientador (a).

Este Programa é especialmente indicado para estudantes que demonstraram seu talento e vocação para pesquisa, tendo participado dos Programas Conexão Local e/ou Residência em Pesquisa.

As bolsas são oferecidas pelo CNPq e pela FGV.

  • Objetivo:
    • Fomentar alinhamento entre os projetos de iniciação científica e o escopo de pesquisa dos  (as) professores (as) NDP, das Linhas de Pesquisa e dos Centros de Estudos.
  • Princípios:
    • O ciclo do PIBIC será iniciado por duas atividades sequenciais:
    • Identificação de projetos junto aos (as) professores (as)  do Núcleo de Docentes Permanente (NDP), Linhas de Pesquisa e Centros de Estudos, indicando: tema, objetivo ou pergunta de pesquisa, escopo, relação com outros projetos do responsável; metodologia e bibliografia básica; e
    • Inscrição dos estudantes interessados nos projetos, indicando: nome, semestre no curso, dados pessoais e dados bancários. Estudantes de graduação e professores (as) (não ligados ao NDP, Linhas de Pesquisa ou Centros de Estudos) também poderão apresentar propostas. Preferência será dada para os (as) professores (as) NDP que não tenham outras atividades na graduação.

 

Diretrizes para identificação de projetos e alocação de bolsas Conexão Local

O Projeto Conexão Local visa estimular o envolvimento de estudantes de graduação e pós-graduação stricto sensu da FGV EAESP com experiências inovadoras de gestão social e de desenvolvimento econômico local, com foco nas áreas de políticas públicas, combate à pobreza e promoção da cidadania.

Criado em 2005 o projeto conta com o apoio e participação dos Centros de Estudo e das Linhas de Pesquisa e ao longo dos anos passou por diversas alterações e melhorias.

Em 2008, foi criada a modalidade inter-universitária, tendo a Universidade Federal do Acre (UFAC) como parceira.

Em 2009, o Projeto foi contemplado pelo Edital Pró-Adm. da CAPES, permitindo que essa modalidade fosse mantida até 2012.

Em 2010, a modalidade foi ampliada, com a inclusão da Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA-CE) e da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro (EG-FJP).

Em 2019, identificou-se a necessidade de reestruturar o programa, com o intuito de melhorar os resultados, ampliar a autonomia e os conhecimentos em pesquisa de estudantes envolvidos. A mudança de estrutura do programa tem como objetivo um amplo aproveitamento dos recursos e o despertar da vocação acadêmica.

  • Objetivo:  
    • Incentivar publicações com impacto social, relacionadas aos objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU: https://sustainabledevelopment.un.org/;
    • Estimular estudos de casos sobre práticas inovadoras de gestão em ambientes diversos;
    • Fomentar a produção científica de estudantes de Pós-Graduação;
    • Proporcionar uma experiência de pesquisa científica para estudantes de Graduação com vocação acadêmica.