A Operação Baixas Temperaturas pelo olhar da população em situação de rua: um piloto de avaliação participativa do programa

Conteúdo do artigo principal

Larissa Cunha Correa da Costa
https://orcid.org/0009-0003-5322-0859
Marta Ferreira Santos Farah

Resumo

Diante do contexto de crescimento expressivo da população em situação de rua de São Paulo, o presente trabalho buscou discutir uma das vulnerabilidades às quais este grupo está sujeito: a exposição às baixas temperaturas. Para isso, realizou um diagnóstico das principais vivências das pessoas em situação de rua durante o inverno na capital paulista, a partir da coleta de relatos orais, a fim de identificar os desafios que elas enfrentam nesse contexto. As narrativas foram analisadas e posteriormente utilizadas na construção do olhar analítico que orientou o piloto avaliativo da Operação Baixas Temperaturas (OBT). Essa operação é uma iniciativa da gestão municipal que instituiu ações coordenadas e intersecretarias a fim de evitar o dano ao bem-estar e à saúde de pessoas em situação de rua durante a estação mais fria do ano. Os principais resultados da avalição apontam que apesar de existir uma significativa convergência entre as questões apresentadas pelas pessoas em situação de rua e os cursos de ação da OBT, há importantes ressalvas qualitativas em relação à sua operacionalização, como a infraestrutura deficitária dos serviços de acolhida, em termos qualitativos e quantitativos, e a dificuldade de realizar o monitoramento das condições de saúde e do óbito de pessoas em situação de rua. O estudo procurou, por meio do piloto de avaliação, contribuir para o aperfeiçoamento das ações do programa e promover, em consequência, condições mais dignas de atendimento às pessoas em situação de rua.  

Detalhes do artigo

Seção
PIBIC - Administração Pública