Variação dos Planos Estaduais de Vacinação contra Covid-19: Uma perspectiva sobre a vacinação no estado do Amapá

Conteúdo do artigo principal

Vitoria Mariana Delgado
https://orcid.org/0009-0003-6752-5848
Elize Massard da Fonseca

Resumo

Em decorrência da pandemia do coronavírus, se fez necessário vacinar toda a população o mais rápido possível. Apesar das diretrizes do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, os governos subnacionais possuem autonomia para definir suas estratégias de vacinação. Dessa forma, a pesquisa realizou uma coleta de dados inédita dos planos estaduais de vacinação contra a Covid-19 e foi realizada a leitura dos Planos Nacionais e Estaduais de Operacionalização da Vacinação para verificar o alinhamento Federal x Estadual, a partir da análise dos eixos temáticos estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Em um segundo momento, foi realizado um estudo de caso do estado do Amapá, considerando fatores relacionados a economia política, capacidades estatais e questões territoriais específicas. Foi realizada uma ampla pesquisa documental e entrevista com um gestor envolvido no processo vacinal do estado. Os resultados podem ser elencados a partir das duas fases de pesquisa, sendo eles: (I) Alinhamento parcial dos Planos Estaduais com o Eixos Temáticos do Ministério da Saúde, (II) Desigualdades regionais na definição dos grupos prioritários, e (III) Cobertura e recursos disponíveis da Estratégia Saúde da Família. A expectativa deste artigo é analisar a variação dos planos estaduais de vacinação contra Covid-19 no Brasil e auxiliar no entendimento das desigualdades no processo de vacinação no país.

Detalhes do artigo

Seção
PIBIC - Administração Pública