Fatores determinantes em processos de transferência de conhecimentos: um estudo de caso na Embrapa Milho e Sorgo e firmas licenciadas

Conteúdo do artigo principal

José Márcio de Castro
Daniela Martins Diniz
Roberto Gonzalez Duarte
Marcelo Dressler
Rodrigo Baroni de Carvalho

Resumo

A literatura sobre transferência de conhecimento tem privilegiado uma perspectiva unidimensional na análise de fatores que influenciam esse processo. Argumenta-se, neste artigo, que diferentes fatores relativos tanto ao contexto relacional quanto ao contexto organizacional influenciam o processo de transferência de conhecimento entre organizações. A fim de analisar a influência desses fatores no processo de transferência de conhecimento, realizou-se um estudo de caso qualitativo na Embrapa Milho e Sorgo. Os resultados mostram que fatores do contexto relacional, tal como a baixa conexão e integração entre as organizações (fonte e receptora), e fatores do contexto organizacional, tais como a baixa capacidade absortiva da receptora e a baixa motivação (aprender e ensinar) das duas partes (fonte e receptora), afetam negativamente o processo de transferência de conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Castro, J. M. de, Diniz, D. M., Duarte, R. G., Dressler, M., & Carvalho, R. B. de. (2013). Fatores determinantes em processos de transferência de conhecimentos: um estudo de caso na Embrapa Milho e Sorgo e firmas licenciadas. Revista De Administração Pública, 47(5), 1283 a 1306. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/12053
Seção
Artigos
Biografia do Autor

José Márcio de Castro, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Daniela Martins Diniz, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

 

 

Roberto Gonzalez Duarte, Universidade Federal de Minas Gerais

 

 

Marcelo Dressler, Embrapa Milho e Sorgo

 

 

Rodrigo Baroni de Carvalho, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais