Análise crítica dos estudos de capacidade viária e uma concepção para o século XXI

Conteúdo do artigo principal

Licínio da Silva Portugal

Resumo

Este artigo identifica e caracteriza os principais aspectos e conceitos tradicionalmente considerados nos estudos de capacidade viária, com os propósitos de: ampliar seu escopo de análise de acordo com um enfoque mais global e integrado ao ambiente socioeconômico; estabelecer temas e dimensões a serem introduzidos e mais bem abordados; explicitar o uso da capacidade viária como uma ferramenta poderosa, não só para otimizar os interesses da demanda do tráfego, mas também para tornar viável as políticas públicas e melhorar a qualidade de vida; apresentar um quadro de informação que possa contribuir e ser útil aos futuros desenvolvimentos nesse campo. Os resultados dessa pesquisa estão baseados em uma extensa revisão bibliográfica, na qual se destaca o Highway capacity manual (Highway Research Board, 2000), por ser a principal referência dos estudos de capacidade e poder servir de modelo para os novos trabalhos destinados à sistematização do conhecimento nessa área, segundo um contexto de análise mais abrangente, tal como se propõe neste artigo e conforme a tendência observada nos estudos de transportes. Verificou-se a importância de contemplar também, além da qualidade de serviço, os impactos ambientais, fortalecendo o processo de apoio à tomada de decisão para a melhora do funcionamento do sistema viário. Constatou-se ainda a necessidade de intensificar e sistematizar os estudos de capacidade da rede viária, além de considerar a infra-estrutura administrativa como parte da oferta de serviços viários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Portugal, L. da S. (2005). Análise crítica dos estudos de capacidade viária e uma concepção para o século XXI. Revista De Administração Pública, 39(1), 69 a 102. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/6561
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)