Modernismo, pós-modernismo e política pública: uma leitura sobre a normalização dos recursos humanos no SUS

Conteúdo do artigo principal

Anna Maria Monteiro Campos
Isabel de Sá Affonso da Costa

Resumo

Este artigo discute algumas dimensões básicas do processo de política pública, sob as lentes dos pensamentos modernista e pós-modernista. As normas de recursos humanos para o SUS mostram-se profundamente enraizadas nos discursos/práticas dominantes na administração pública (modernismo), não obstante a sensibilidade a questões tais como diversidade, necessidade de participação das várias esferas de governo nas políticas públicas, abertura à participação da sociedade e estímulo ao controle social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Campos, A. M. M., & Costa, I. de S. A. da. (2003). Modernismo, pós-modernismo e política pública: uma leitura sobre a normalização dos recursos humanos no SUS. Revista De Administração Pública, 37(3), 539 a 551. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/6729
Seção
Teorias de organização, além da modernidade