Da letargia ao realento: notas sobre o ensino de graduação em administração pública no Brasil no entremeio da crise do Estado e da redemocratização no país (1983-94)

Conteúdo do artigo principal

Fernando de Souza Coelho
Antonio Roberto Bono Olenscki
Rafael Prado Celso

Resumo

Considerando o entremeio da crise do Estado e da redemocratização no Brasil, esteartigo volta-se para uma descrição e análise dos fatos e circunstâncias que marcaramo ensino de graduação em administração pública no Brasil no período 1983-94,considerado pelos autores como um dos ciclos (ou estágios de construção) destaformação acadêmica. Metodologicamente, o artigo faz a revisão bibliográfica daquelas obras que abordam direta e indiretamente o tema, incluindo a revisita de suas fontes;analisa as leis e pareceres existentes sobre o ensino de graduação em administraçãopública nesse intervalo de tempo, bem como utiliza-se de algumas entrevistas semiestruturadascom acadêmicos que vivenciaram tal período. No que se refere aosresultados, observa-se que o período 1983-94, diferentemente do 1o ciclo (1952-65) edo 2o ciclo (1966-82), quando a formação acadêmica em administração pública tinhauma identidade — aderente à concepção (e ao projeto) de Estado e aos contornos(e à produção) do campo do saber da administração pública —, tendo na Ebap/FGVum case modelar, foi um estágio de construção problemático, refletindo a crise doEstado dos anos 1980 e, igualmente, a crise (ou descontinuidade) paradigmática docampo do saber em administração pública no Brasil em tal época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Coelho, F. de S., Olenscki, A. R. B., & Celso, R. P. (2011). Da letargia ao realento: notas sobre o ensino de graduação em administração pública no Brasil no entremeio da crise do Estado e da redemocratização no país (1983-94). Revista De Administração Pública, 45(6), 1707 a 1732. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/7056
Seção
Artigos