A vantagem competitiva das nações e a vantagem competitiva das empresas: o que importa na localização?

Conteúdo do artigo principal

Martim Francisco de Oliveira e Silva
Jorge Ferreira da Silva
Luiz Felipe Jacques da Motta

Resumo

Há dois enfoques dominantes para explicar o desempenho das empresas: a visão da Organização Industriale a Visão Baseada em Recursos, ambos amplamente pesquisados. Entretanto, a relação entreo desempenho das empresas e a competitividade das nações ainda é pouco explorada. Este estudobuscou verificar se o desempenho das empresas se relaciona ao ambiente de seus países e quais fatoresdestes são mais relevantes. Foram encontradas evidências da relação entre os indicadores de competitividadedos países e o desempenho sustentável de suas empresas. O estudo relacionou de maneirapioneira os conceitos da vantagem competitiva das nações e da vantagem competitiva das empresas,testou empiricamente o modelo do Diamante Competitivo do professor Michael Porter, destacou trêsvariáveis habitualmente negligenciadas na linha de pesquisas das fontes de desempenho de empresas(a Sofisticação dos Compradores, o PIB e as Compras Governamentais) e criou um indicador dedesempenho que também traduz sua sustentabilidade, associado à linha da pesquisa da persistênciados retornos extraordinários.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, M. F. de O. e, Silva, J. F. da, & Motta, L. F. J. da. (2012). A vantagem competitiva das nações e a vantagem competitiva das empresas: o que importa na localização?. Revista De Administração Pública, 46(3), 701 a 720. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/7107
Seção
Artigos