Diferenças nas percepções dos valores organizacionais dos gestores públicos em Portugal

Conteúdo do artigo principal

Pedro Miguel Alves Ribeiro Correia
João Abreu de Faria Bilhim

Resumo

As pesquisas empíricas no âmbito da administração pública têm dedicado pouca atenção à problemática dos valores que orientam a gestão no setor público, embora muita pesquisa sobre os valores tenha sido desenvolvida quer na perspetiva filosófica, quer na perspetiva dos estudos das organizações e do trabalho. O presente artigo cinge-se aos valores públicos e reporta a análise estatística das perceções sobre valores organizacionais de gestores públicos portugueses. Contrariando a noção corrente acerca dos efeitos da reforma da administração pública, os resultados permitem verificar a existência de diferenças significativas nas perceções sobre valores organizacionais associados ao setor público face aos demais valores organizacionais, em particular, face aos valores organizacionais associados ao setor privado. Esses resultados acarretam como implicação a necessidade de rever o debate sobre a extensão em que o paradigma europeu continental é tido como subjugado ao paradigma da common law.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Correia, P. M. A. R., & Bilhim, J. A. de F. (2017). Diferenças nas percepções dos valores organizacionais dos gestores públicos em Portugal. Revista De Administração Pública, 51(6), 987–1004. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/72840
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)