Os desafios do financiamento do enfrentamento à COVID-19 no SUS dentro do pacto federativo

Conteúdo do artigo principal

Gustavo Andrey Almeida Lopes Fernandes
Blenda Leite Saturnino Pereira

Resumo

O aprimoramento das regras de financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) em estados e municípios é um dos grandes desafios da saúde pública no Brasil. O objetivo deste artigo é contribuir para este amplo debate, analisando a resposta governamental ao desafio de combate à COVID-19, sob o prisma do financiamento público dos serviços de saúde dos governos subnacionais brasileiros. Uma abordagem quali-quantitativa é adotada, mesclando-se análise documental e análise de regressão. Resultados mostram que não houve mudança substantiva nos critérios de repasse, pouco sensíveis a fatores epidemiológicos. Ajustes nas normas de aplicação foram realizados para dar maior agilidade aos gastos. Tamanho populacional, produção de riquezas locais e número de leitos de internação parecem ser os principais fatores que definem a distribuição dos recursos. O desenho de financiamento do combate à COVID-19, assim como o volume de recursos parecem ser insuficientes frente à dimensão da crise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Fernandes, G. A. A. L., & Pereira, B. L. S. (2020). Os desafios do financiamento do enfrentamento à COVID-19 no SUS dentro do pacto federativo. Revista De Administração Pública, 54(4), 595–613. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/81875
Seção
Capacidades estatais na pandemia