A relevância da retomada do debate constitucional

Conteúdo do artigo principal

Jorge Vianna Monteiro

Resumo

A conjuntura das escolhas públicas

Governo bem que gostaria que o desequilíbrio das contas externas também pudesse estar relacionado a algum tipo
de reforma, em relação à qual ele pudesse exercer o seu vasto poder discricionário, assim como transferir ou compartilhar
responsabilidades com o Congresso Nacional, no estilo já consagrado na esfera do ajuste nas contas públicas. Contudo,
pouco há que fazer em um segmento em que tem sido frustrante a reação das exportações aos estímulos cambiais,
fiscais e monetários. Igualmente, pouco contribui para aliviar as contas cambiais a estratégia de fomentar expectativas quanto a uma significativa recuperação da economia em 2000: estaríamos saltando de uma virtual estagnação para um crescimento do PIB da ordem de 4%. Seria benéfico que tal expectativa contaminasse mais acentuadamente os investidores estrangeiros, de sorte que a pressão por maiores importações, a lenta recuperação das exportações e o déficit na conta de juros fossem amplamente neutralizados pela entrada líquida de capitais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Monteiro, J. V. (1999). A relevância da retomada do debate constitucional. Revista De Administração Pública, 33(5), 171 a 176. Recuperado de https://periodicos.fgv.br/rap/article/view/7632
Seção
Seções Especiais