Brazilian periodicals in English: Mimicking the global ‘public or perish’

Main Article Content

Rafael Alcadipani

Abstract

Brazilian periodicals in English: Mimicking the global ‘public or perish’

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Article Details

How to Cite
ALCADIPANI, R. Brazilian periodicals in English: Mimicking the global ‘public or perish’. RAE - Revista de Administracao de Empresas , [S. l.], v. 57, n. 4, p. 405–411, 2017. DOI: 10.1590/S0034-759020170410. Disponível em: https://periodicos.fgv.br/rae/article/view/71363. Acesso em: 21 may. 2024.
Section
Perspectives

References

Alcadipani, R. (2011). Resistir ao produtivismo: Uma ode à perturbação acadêmica. Cadernos EBAPE, 9(4), 1174-1178. doi:10.1590/S1679- 39512011000400015

Altbach, P. G. (2007). The imperial tongue: English as the dominating academic language. Economic and Political Weekly, 42(36), 3608- 3611.

Bauman, Z. (1999). Globalização: As conseqüências humanas. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Editor.

Bell, E., Kothiyal, N., & Willmott, H. (2016). Methodology-as-technique and the meaning of rigour in globalized management research. Artigo em preparação.

Bertero, C., & Caldas, M. (2005). Produção científica em Administração no Brasil: O estado da arte. São Paulo, SP: Atlas.

Bertero, C., Caldas, M., & Wood, T. (1999). Produção científica em Administração de empresas: Provocações, insinuações e contribuições para um debate local. RAC, 3(1), 147-178. doi:10.1590/S1415- 65551999000100009

Bhabha, H. (1994). The location of culture. London, UK: Routledge.

Boussebaa, M., & Brown, A. D. (2017). Englishization, identity regulation and imperialism. Organization Studies, 38(1), 7-29. doi:10.1177/0170840616655494

Bristow, A., Robinson, S., & Ratle, O. (2017). Being an early-career CMS academic in the context of insecurity and ‘excellence’: The dialectics of resistance and compliance. Artigo em preparação.

Chanlat, J. F. (2014). Language and thinking in organization studies: The visibility of French OS production in the Anglo-Saxon OS field. International Journal of Organization Analysis, 22(4), 504-533. doi:10.1108/IJOA-09-2013-0708

Davies, G. (2015). What organization theory is for? Administrative Science Quarterly, 60(2): 367-371. doi:10.1177/0001839215585725

Godoi, C., & Xavier, W. (2012). Produtivismo e suas anomalias. Cadernos EBAPE, 10(2), 456-465. doi:10.1177/0001839215585725

Horn, S. (2017). Non-English nativeness as stigma in academic settings. Artigo em preparação.

Ibarra-Colado, E. (2006). Organization studies and epistemic coloniality in Latin America: Thinking otherness from the margins. Organization, 13(4), 463-488. doi:10.1177/1350508406065851

Latour, B., & Wolgar, S. (1986). Vida de laboratório. Rio de Janeiro, RJ: Relume Dumara.

Machado, A., & Biachetti, L. (2011). (Des)Fetichização do produtivismo acadêmico: Desafios para o trabalhador-pesquisador. RAE-Revista de Administração de Empresas, 51(3), 244-254. doi:10.1590/S0034- 75902011000300005

Murphy, J., & Zhu, J. (2012). Neo-colonialism in the academy? Anglo- -American domination in management journals. Organization, 19(6), 915-927. doi:10.1177/1350508412453097

Ortiz, R. (2008). A diversidade dos sotaques: O inglês e as ciências sociais. São Paulo, SP: Brasiliense.

Pegino, P. (2014). As relações acadêmicas de produção na pós-graduação em Administração no Brasil (Tese de doutorado, FGV-EAESP).

Rosa, A. R., & Alves, M. A. (2011). Pode o conhecimento em gestão e organização falar português? RAE-Revista de Administração de Empresas, 51(3), 255-264. doi:10.1590/S0034-75902011000300006

Sevcenko, N. (1985). As muralhas invisíveis da Babilônia moderna. Óculum Revista da Arquitetura, 1, 12-22.

SCI&ORG – Ciência e Organizações. (2017, 2 Fevereiro). Confira o último Qualis (2015) dos periódicos nacionais com ênfase em Administração [Post da web]. Recuperado de https://sciandorg.wordpress.com/2017/02/02/confira-o-ultimo-qualis-dos-periodicos-com-enfase-em-administracao/

Wilson, L. (1942). The academic man: A study in the sociology of a profession. London, UK: Transaction Publishers.

Artigos mais lidos escritos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>