Os atores interestatais no desenvolvimento regional e a participação social: a atuação dos grupos argentinos nos projetos de infraestrutura da IIRSA e do FOCEM

Autores

  • Jamile Bergamaschine Mata Diz Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Mariana Porto de Paula Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Daniela Vieira Secches Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas)

Palavras-chave:

Atores interestatais, Integração regional e grupos de interesse, Mercosul, IIRSA, FOCEM

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar a participação da sociedade civil, por meio da identificação dos grupos de interesse argentinos, nos processos de integração regional, com destaque para a utilização e aplicação dos recursos originados do Fundo de Convergência Estrutural do Mercosul (FOCEM) e da Iniciativa para a Infraestrutura da Região Sul-americana (IIRSA), como uma vertente ancorada na União das Nações Sul-americanas (UNASUL). A metodologia buscou, ainda, por meio do método comparativo entre os mecanismos de redução de assimetrias regionais, delimitar as diferenças nos projetos de infraestrutura aprovados nos anos de 2012 e 2013, considerando as preferências dos grupos argentinos. Conclui- -se sobre o distanciamento entre as preferências dos atores sociais estudados e o potencial dos modelos de integração correntes. Enquanto a IIRSA reforça o subdesenvolvimento latino-americano, o FOCEM é capaz de reduzir assimetrias regionais, mas não possui recursos suficientes para promover uma efetiva convergência infraestrutural regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-09-02

Edição

Seção

Artigos