Direito à saúde e prioridades: introdução a um debate inevitável

Autores

  • Ana Paula Gonçalves Pereira de Barcellos Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Fábio Souza Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Humberto Laport de Mello Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Juliana Florentino Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Sérgio de Souza Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Técio Bianco Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Palavras-chave:

Direito à saúde, Prioridades, Serviço público, Multicritérios, Doenças

Resumo

A realidade do direito à saúde é complexa e envolve, de forma inevitável, a consideração de um conjunto de necessidades, demandas e limitações de ordem variada. Em um cenário de recursos sempre mais limitados do que as pretensões, é fundamental discutir a definição de prioridades e os critérios subjacentes a tal definição. Este artigo pretende apresentar os principais critérios em discussão no mundo acerca da priorização em prestações de saúde, a saber: critérios materiais (que priorizam determinadas doenças ou grupos ou tratamentos), critérios procedimentais e os chamados multicritérios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-28

Edição

Seção

Artigos