Servidor público - Remuneração - Princípio da isonomia

Autores

  • Wagner Natal Batista

DOI:

https://doi.org/10.12660/rda.v221.2000.47594

Resumo

Servidor público: reajustes diferenciados de vencimentos: inexistência de violação ao art. 153, § 1º, da Carta de 1969. O princípio da isonomia jamais obrigou o legislador ordinário a conceder os mesmos reajustes a todos os servidores públicos. Ao contrário: a possibilidade de modificar-se a qualquer momento a relação existente entre a remuneração de categorias e níveis diferentes de servidores era objeto de previsão expressa no art. 98, parágrafo único, da Constituição de 1969, e essa modificação tanto podia decorrer de um aumento maior concedido a uma categoria, como de um reajuste menor concedido a outra. Impossibilidade, em todo caso, da extensão judicial de vantagem remuneratória, sob fundamento de isonomia (Súmula 339).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2000-07-01

Como Citar

Batista, W. N. (2000). Servidor público - Remuneração - Princípio da isonomia. Revista De Direito Administrativo, 221, 298–299. https://doi.org/10.12660/rda.v221.2000.47594

Edição

Seção

Jurisprudência dos Tribunais